11/05/2018

Grupo brasileiro fará proposta para comprar a Supervia

Por Ramona Ordoñez

Fonte: O Globo

RIO - A Supervia - operadora de trens urbanos que opera em 12 municípios
do Rio - pode finalmente mudar de dono. De acordo com um executivo que
acompanha as negociações, um grupo formado pela Starboard
Restructuring Partners e a RTM Brasil devem apresentar proposta pela
empresa, que transporta cerca de 600 mil pessoas por dia. A expectativa é
que a oferta poderia ser apresentada nesta sexta-feira.
Segundo fontes, a Odebrecht, controladora da Supervia, estaria sendo
pressionada por credores para acelerar a venda da empresa, um processo
que se arrasta há cerca de dois anos.
Light pede na Justiça falência da SuperVia
Para Claudio Frischtak , economista-chefe da Inter.B Consultoria
Internacional de Negócios, os riscos regulatórios do setor de transportes no
Estado do Rio de Janeiro podem determinar o valor da Supervia.
- O comprador assume, assim, um risco que certamente será precificado, e
no limite pode dificultar é muito a venda - falou Frischtak.
Uma outra fonte explicou que qualquer proposta de compra da Supervia
terá de ser apresentada à Odebrecht Mobilidade, que é controlada pela
subsidiária Odebrecht Transplort. Isso porque a Odebrecht Mobilidade, que
tem como sócio a japonesa Mitsui, tem direito de preferência em caso de
venda da Supervia. O mercado estima que a companhia possa ser vendida
por cerca de R$ 2,6 bilhões.
Após as denúncias de participação em operações ilegais reveladas pela
Operação Lava-Jato, e da confissão de que pagava propinas em seus
contratos, a Odebrecht vem buscando vender ativos.
O Mubadala, fundo soberano dos Emirados Árabes, meses atrás chegou a
apresentar oferta para a compra da Supervia, mas a Odebrecht considerou
o valor baixo e não aceitou.