17/05/2018

Correios: Agências que atendem menos de 20 pessoas por dia vão fechar

Por Rafael Bitencourt

Fonte: Valor Econômico

BRASÍLIA - (Atualizada às 11h30) O presidente dos Correios, Carlos
Roberto Fortner, disse nesta quinta-feira (17) que o plano de fechamento
de agências deficitárias deverá afetar aquelas com pouca movimentação,
que registram cerca de 20 atendimentos por dia. Segundo ele, esse será um
dos critérios considerados pelos estudos, além de fatores como a
proximidade entre agências, próprias ou franqueadas.
“Aquelas que fazem cerca de 20 atendimentos por dia no balcão podem ser
substituídas, com muito mais eficiência, por uma agência mais simples que
não tem o custo do aluguel, de água, luz, IPTU”, disse Fortner, em audiência
pública no Senado. Ele considera que o “número razoável” de atendimentos
nas agências de 260 a 270 por dia.
No início do mês, reportagem do jornal O Estado de S. Paulo informou que
a estatal deve encerrar a operação de 513 agências, com demissão de até
5,3 mil funcionários. O número de agências está no estudo preparado pelos
Correios que trata do reposicionamento da empresa no mercado, mas o
executivo não confirmou se todos esses pontos serão fechados.
O presidente dos Correios informou que nem todas as agências deficitárias
serão fechadas. Segundo Fortner, muitos postos de atendimento nessa
situação continuarão sendo custeados por agências superavitárias de São
Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.
Fortner ressaltou que a estratégia dos Correios envolve a modernização do
sistema para que a população não deixe de ser atendida. Segundo ele, a
companhia sairá do “modelo único” de agência para “canais diferenciados”
de atendimento adequados a cada tipo de mercado, seja entrega de
correspondências ou encomendas.