Os eventos esportivos e as desapropriações

Por Jorge Mesquita

O Rio de Janeiro será palco de dois eventos esportivos: a Copa do Mundo, em 2014, e os
Jogos Olímpicos, em 2016. Todas as esferas estatais se uniram para cumprir os compromissos
firmados para a melhoria da infraestrutura, bem como as construções dos locais de eventos.
Para tal, os entes públicos vêm realizando diversas desapropriações.
Segundo o Portal da Transparência do Município (RJ), as desapropriações para criação do
BRT (bus rapid transport, em inglês), do Parque Olímpico, e de outras intervenções, já
custaram, desde 2010, R$ 71,4 milhões em indenizações. Do total, R$ 59,08 milhões (82,7%)
foram depositados em juízo e o restante, R$ 12,32 milhões (ou 17,3% do total), nas contas de
proprietários após acordos. Apenas no trecho inicial do BRT - Transcarioca estão previstas
2.500 desapropriações, das quais 30% estão em andamento.

Leia Aqui o artigo na íntegra.